terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

Alenquer, Presépio de Portugal

Natal de 2019
Dezembro / Janeiro
Tantas vezes, vindo do Alentejo, tenho passado pela estrada nacional bordejando Alenquer, olhando para o vale do rio do mesmo nome e para a encosta do outro lado... Algumas delas, no Natal...
Calhou, agora, interessar-me pelo presépio de Alenquer, aceitando a sugestão do professor de Oficina de Fotografia na Universidade Sénior de Torres Vedras (AUTITV). A motivação de arranque foi sem dúvida aprender e praticar fotografia nocturna. Outra e de não menos importância, dar testemunho de uma manifestação de carácter religioso, social, cultural, horizonte para muita gente nestes dias.
O primeiro dia começou depois do jantar num pequeno restaurante, cujo nome nos faz sorrir..., com história e dois irmãos (ela e ele), ainda novos, trabalhadores e educados. 
A encosta é percorrida por duas vias partindo de extremos opostos e encontrando-se em patamar, a modo de escada de mansão. Destas, saem ou nelas confluem mais curtos ramais, completando a rede de circulação.
As imagens e alguma legenda formam um conjunto auto-explicativo do passeio. É o que convido a ver...
       Obs.: Há placas informativas repetidas, permitindo logo ao visitante a leitura em certo percurso, conforme o inicie pela subida ou descida. A parte relativa às profissões ficou para o último dia...
30 de Dezembro

Imagem de 2 Jan
(Substitui outra, semelhante, de 30 de Dezembro)

 Imagem de 2 Jan
(Substitui outra, semelhante, de 30 de Dezembro)

2 Jan

2 Jan

2 Jan

Do outro lado do rio, na Avenida dos Bombeiros Voluntários


Ainda do lado de cá
Largo da Rainha Santa Isabel

Em frente, à esquerda, Rua de Triana e, à direita, Avenida de 25 de Abril

Capela do Espírito Santo  — Rua dos Bombeiros Voluntários (à esquerda)

Da ponte do Espírito Santo
Vê-se à esquerda a Capela do Espírito Santo (Av. dos Bombeiros Voluntários) e o edifício das arcadas (Albergaria do Espírito Santo), com fachada principal para o Largo do Espírito Santo



Paços do Concelho

Capela e arcada do antigo Hospital e Albergaria do Espírito Santo
(Legenda emprestada, daqui)

confraria®
     do café
Lojas em Carregado, Lisboa-Avenida de Roma, Loures, Alenquer, Benavente


Largo do Espírito Santo




Mais adiante, na Avenida dos Bombeiros Voluntários

2 de Janeiro


Percebe-se o caminho de ascensão até às figuras da Sagrada Família e painel Presépio Monumental Alenquer Portugal







Que cidade tão forte porventura
Haverá que resista, se Lisboa
Não pode resistir à força dura
Da gente cuja fama tanto voa?
Já lhe obedece toda a Estremadura,
Óbidos, Alanquer, (por onde soa
O tom das frescas águas, entre as pedras,
Que murmurando lava) e Torres Vedras.
(Os Lusíadas, de Luís de Camões, Canto III, estância 61, da edição de António José Saraiva, Porto, Livraria Figueirinhas, 1988. Copyright de 1978 e Apresentação, de «Amesterdão 18 de Dezembro de 1974»)

Desenho - João Mário; Execução - Carla Amarelo

Rio Alenquer
(Da Ponte do Espírito Santo)

Da Ponte do Espírito Santo

Beco do Matambúzio



















4 Jan

4 Jan

4 Jan




 4Jan

 4 Jan



Fica escondida  a informação  da esquerda (por detrás de S. José), que poderia ser, assim...

Anjos
A palavra «anjo», do grego «ângelos» significa «enviado, mensageiro». Os anjos são mensageiros de Deus, parecendo a expressão «Anjo de Javé» ou «Anjo do Senhor» «em muitos textos [..] identificar-se com o próprio Deus»*O «anjo do Senhor» aparece a Zacarias e diz que Isabel sua mulher irá dar-lhe um filho, a quem chamará João. «Irá à frente, diante do Senhor [...] a fim de proporcionar ao Senhor um povo com boas disposiçõesO «anjo do Senhor», Gabriel,  apareceu em sonhos a José, dizendo-lhe para não temer receber Maria, «pois o que ela concebeu é obra do Espírito Santo». O «anjo do Senhor» apareceu a Maria. É a Anunciação: «Hás-de conceber no teu seio e dar à luz um filho, ao qual porás o nome de Jesus. Será grande e vai chamar-se Filho do Altíssimo.» Um «anjo do Senhor» apareceu aos pastores : «Hoje, na cidade de David, nasceu-vos um Salvador, que é o Messias Senhor.» 
* Transcrevo do Índice Bíblico-Pastoral da Nova Bíblia dos Capuchinhos, edição de 1998, a que pertencem, também, as citações do texto dos Evangelhos.







 4 Jan
Vê-se melhor que na imagem precedente o burro, a figura à direita e, para lá destas, outras a verde mais claro.

 4 Jan









Ver informações interessantes sobre as cheias, do presidente da câmara da altura, o pintor João Mário, em linque no final desta mensagem




4 de Dezembro


Caminho divergente, em relação ao que tomámos na subida, a partir do Beco do Matambúzio
























4 de Dezembro
Na Praça Luís de Camões








Praça de Luís de Camões



Liga dos Amigos de Alenquer (esq.ª) e Santa Casa da Misericórdia - Secretaria (dir.ª)
Mais à direita, começa a ver-se na imagem a igreja da Misericórdia

Edifício dos Paços do Concelho
Concluído e inaugurado em 2 de Janeiro de 1890


A indústria, a agricultura, a lenda do nome Alenquer


Ao bondoso alenquerense
 Jaime Augusto Ferreira
Homenagem de gratidão
do povo do concelho 
de Alenquer
1872  —  1950
*
Fez o bem
por amor ao
próprio bem


Jaime Augusto Ferreira foi presidente do Conselho Municipal, nomeado em 27-02-1937, presidente da  Comissão Administrativa de Alenquer em 28-05-1937 e presidente da Câmara Municipal em 24-12-1937. Exonerado a seu pedido em 13-11-1941 (dados recolhidos do Dicionário biográfico do poder local em Portugal, de Maria Antónia Pires de Almeida. Editor: Escrytos|Ed. Autor, E-book, Julho de 2014)
Tem o seu nome a avenida que liga a Estrada Nacional n.º 9 ao Largo da Rainha Santa Isabel.



 ***
https://dre.pt/application/conteudo/117326984 [Capela e arcada do antigo Hospital e Albergaria do Espírito Santo. Os primeiros dois parágrafos da Portaria são uma síntese sobre a Albergaria (infanta D.ª Sancha) e a Capela (Rainha Santa Isabel, «fundadora das célebres festas espiritanas» em 1321),  classificadas como monumento de interesse público.)]