terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Óbidos, Presépio nas Gaeiras

30-12-2013
Deixando o Senhor da Pedra, seguimos para Gaeiras, seguimos para Gaeiras. Lá chegados, perguntámos a alguém a localização do presépio, fomos subindo e chegámos à Rua de Santo António. Este presépio, bem merecedor de visita, é obra de um jovem de 23 anos, Ricardo Roque. De momento, encontrámos os seus pais, a receber-nos e cuidar de tudo. Grande paixão, a deste artista.
Disponibilizamos informação, numa das fotos, que mostra um recorte de jornal, bem como no artigo de Fátima Ferreira, que se pode ver clicando no texto azul.
Bem-vindos a este presépio.
*

P. S. Regressaremos a Gaeiras, para ver e dar a conhecer a 7.ª EXPOSIÇÃO DE PRESÉPIOS, no Externato Vidas em Flor.
Artigo de Fátima Ferreira, com a devida vénia à autora e à Gazeta das Caldas.























video

video

Óbidos, Presépio no Senhor da Pedra

     30-12-2013
   
     Há tanto presépio para ver. O concelho de Óbidos é pródigo. Hoje, fomos ao Senhor da Pedra e a Gaeiras. No Senhor da Pedra, começámos por admirar o famoso santuário, com a sua forma interior hexagonal.
     O presépio, no espaço circular da nave, é muito bonito e cheio do gosto da vida rural. O senhor Rui Martins gostaria de o ter apresentado no espaço da cerca do Castelo, integrado nas actividades da Óbidos, Vila Natal.
     Deixemos falar as imagens do presépio, complementadas pelos placards informativos, à entrada da igreja.
     Uma nota: o monumento, com o fontanário que lhe fica a par, está a precisar de conservação e restauro. Informalmente, os visitantes deixam um pequeno contributo para isso, mas é preciso muito mais. A quem de direito.












 O Sr. Rui Martins, dando explicações.




 Veja, do IGESPAR, Santuário do Senhor Jesus da Pedra - detalhe
 Veja a história do Santuário do Senhor Jesus da Pedra. (Wikipédia)
  (Actualizado em 08-01-2014)

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Um sonho


     Passei por vários cafés da minha estimação. Levei para casa um sonho.

domingo, 22 de dezembro de 2013

Montargil -- Vanilla bay Caffé

      21-12-2013

     Durante muitos anos foi o «café do Nunes», que se retirou depois de uma vida inteira de trabalho. Veio a revelar-se uma bela voz de tenor, para agradável surpresa minha. Tive o prazer de o ouvir, no convívio a se guir a um concerto de Natal do Grupo de Câmara de Montargil, na igreja de Foros do Arrão.

     -- Onde vais?
     -- Vou ao Nunes.
     -- Onde vais?
     -- Vou à Shell.

     Era a mesma coisa. Entretanto, houve um período em que as bombas estiveram encerradas, o edifício fechado, o Sr. Nunes veio morar para a vila  e foi a desolação e embaraço para as pessoas da terra. A vida tornava-se mais difícil. Como só vou a Montargil de vez em quando, a contragosto meu, dou conta das ocorrências, sem uma noção muito precisa do tempo. A Shell foi comprada pela Repsol, sem que desse por isso.

     É a primeira vez que entro no Vanilla bay Caffé. O Sr. Pedro Abreu e um amigo tomaram a seu cargo a aventura dos dois negócios, cada um do seu, mas ajudam-se, sempre que é preciso. O Sr. Pedro, que ficou com a parte de café, veio para Montargil, de Cascais, já há uns vinte anos, se não mais. Conhece aqui muita gente e é de muita gente conhecido. As pessoas gostam dele. Por mim, tive a experiência de assistir à sua natural simpatia, no atendimento. Pôs-me completamente à vontade, para fotografar o estabelecimento, o que não fiz um pouco  mais amplamente, para não mostrar pessoas.

     À saída, as bombas do combustível. O funcionário, o Sr. Neves Brites, é o mesmo de sempre. Conheço-o bem, dali, e é sempre um grande prazer vê-lo.

***
     Na televisão, estava a dar A Pantera Cor de Rosa, com o impagável Peter Sellers. 

***
      Clicar nas imagens, para ver melhor.





A Pantera Cor de Rosa


 Ao fundo, o paredão da barragem, a caminho de Montargil


Movimento nas bombas. Por acaso, o Brites não está na imagem.
*

    Ver, aqui, a notícia da compra da Shell, pela Repsol.

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

As bolinhas coloridas

«Eles não sabem, nem sonham,
 que o sonho comanda a vida,
 que sempre que um homem sonha
 o mundo pula e avança
 como bola colorida
 entre as mãos de uma criança.»
                            (António Gedeão)*

Projecção luminosa; bolas coloridas, junto a S. Pedro, 16-12-2013, 18h e 11min.

     * Pode ver, aqui, o poema completo de António Gedeão.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Peter O'Toole

     Nasceu em 2 de Agosto de 1932 -- faleceu em 14 de Dezembro de 2013.

     Vi Lawrence da Arábia e também Goodbye, Mister Chips, dois grandes filmes interpretados por Peter O'Toole. Guardo um carinho especial por Mr. Chips e recordo a relação de Mr. Chips com os seus alunos na aula, ele, professor de latim, e a visita de estudo a Itália. (Pude, também, ver o filme de 1939, protagonizado por Robert Donat e Greer Garson.)

     Ver aqui a notícia do Público on line sobre Peter O'Toole.  Abaixo, o filme Lawrence da Arábia  e três vídeos com momentos de Goodbye, Mr. Chips.

Lawrence da Arábia -- 1.ª Parte

Lawrence da Arábia -- 2.ª Parte

Goodbye, Mr. Chips, Official Trailer

Goodbye, Mr. Chips, What a Lot of Flowers

Goodbye, Mr. Chips -- Where did my childhood go

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Poema de Amor

      Primeiro contacto com Nuno Júdice, digamos. «Poema de amor».
      A poesia, dita pelo autor, fica entre a música indicativa do programa. Demora apenas um minuto e cinco segundos. Parece muito mais tempo.

*

A vida breve

Primeira Emissão: 11 Dez 2013
Duração: 03m
Classificação:
Programa diário de poesia dita pelos seus autores, acrescentando património raro e valioso ao arquivo da rádio.
*
http://www.rtp.pt/play/p1109/e137439/a-vida-breve

*


Poema de Amor


O céu, as linhas de luz na água,
caminhos diferentes para o coração.
A queda de sons diversos na atenta coincidência
dos ouvidos. A relação de uma límpida tarde
com um movimento de ombros junto do teu corpo,
na luminosa sequência da tua voz.
Um andar divino de transparente espectro
sobre o fundo de árvores;
o acentuar da impressão dos teus olhos
na quente atmosfera estagnada.
Mas o súbito levantar do vento dissipou
a primitiva aparência. Um canto lívido
de mortas recordações apenas subsistiu,
o indefinido desgosto dos teus braços,
o remorso de gestos incompletos
que a memória suspende.
Nem me espanto já com a tua proximidade.
Bem vindos, decompostos lábios!
O ranger da cama sobrepõe-se
ao ruído das cigarras.

Nuno Júdice, in Nos Braços da Exígua Luz

 (Tirado da internet.)

Época de Natal -- Preparativos 3

Quinta-feira, meio-dia



quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Évora - Novo Hotel na Rua do Raimundo

      Na Rua do Raimundo, em Évora, existiu em tempo que já não conheci uma arena. Ao passar por ali, em 4 de Fevereiro, pareceu-me que aquela grande parede branca arredondada devia ser uma arena e perguntei a um rapaz das obras, homem dos seus vinte e cinco anos. Ele sabia. O espaço foi uma arena. A toponímia de Évora regista no seu elenco a Rua dos Touros, entre a Rua do Raimundo e a Rua Bernardo de Matos, perto e do mesmo lado do edifício em obras.
      
      Ficamos, agora, a saber pelo suplemento «Imobiliário», do Público, que está ali um hotel.

*

Fotos tiradas na tarde de 4 de Fevereiro do corrente ano.
Rua do Raimundo, perto da entrada para a mata.
(Clique nas imagens, para ampliar.)







Em 4 de Dezembro de 2013, Hotel B&B

(Público, Imobiliário, 4Dez2013, com a devida vénia.)




*

Damos o texto em word, para melhor leitura.
            (Adicionado em 5Dez2013.)

*
Endutex abre novo hotel B&B
no centro histórico de Évora

O hotel tem 80 quartos e fica localizado na Rua do Raimundo, uma das artérias de acesso à emblemática
Praça do Giraldo. A reconstrução do edifício teve em conta a preservação e o valor patrimonial da cidade
A Endutex Hotéis abriu a segunda unidade da cadeia de preços económicos B&B, que resulta novamente da reabilitação de um edifício, desta vez em pleno centro histórico da cidade de Évora que é Património Mundial da Unesco desde 1986. A primeira unidade, o hotel B&B Porto Centro, fi ca localizada na Batalha e resultou da recuperação do emblemático Cinema Águia D´Ouro.
“A localização do hotel B&B Évora em pleno centro histórico é uma das características fortes deste projecto em termos hoteleiros e de atractividade turística, que, todavia, é simultaneamente próxima dos principais acessos da cidade”, considera Gisela Barros, diretora de marketing da cadeia B&B. Na verdade, acrescenta, a localização condicionou o desenvolvimento do projeto de arquitetura, da responsabilidade do gabinete FA-Arquitectos, e a própria construção, a cargo da Gabriel Couto. “Em termos de projeto, a cércea foi muito condicionada para garantir que não obstruía visualmente o torreão da Igreja das Mercês. Assim, o hotel integra-se perfeitamente na sua envolvente, sendo que a linguagem arquitetónica do edifício obedeceu a princípios relacionados com a imagem tradicional das construções de Évora, o que resultou num edifício de paredes rebocadas e pintadas de branco, limpo, de grande sobriedade, com a marcação de um lambrim em cinza como é tradição na cidade”, explica Gisela Barros.
Adicionalmente salienta, as janelas voltadas à rua são no número estritamente necessário para não se comprometer o protagonismo do muro antigo que se pensa ter resistido até hoje enquanto parte da primeira praça de touros de Évora, a julgar pela sua espessura e características de construção. O hotel desenvolvesse em três pisos, para além da cave, que é destinada a estacionamento, e possui um total de 80 quartos.
“Neste conceito de hotel budget, as áreas dos quartos são optimizadas o melhor possível, não deixando de possuir todos os elementos essenciais ao conforto dos hóspedes”, refere a responsável. Com uma área de 3100 m2, a Endutex investiu quatro milhões de euros.
Ocupação de 65%
Tendo começado a operar no final de 2013, Gisela Barros coloca a fasquia alta na ocupação prevista. “Julgo que é já um desafio muito grande apontar os nossos esforços comerciais para uma percentagem de ocupação anual na casa dos 60 a 65%, para este primeiro ano de operação, com uma ocupação que julgamos ser maior nos fins-de-semana”, alerta.
Em termos de captação de clientes, sendo Évora uma cidade património mundial, o hotel estará vocacionado para o mercado de lazer, quer nacional quer internacional. “A este nível, com a vantagem de já comunicarmos com uma rede consolidada de clientes, contamos com a preferência particular dos mercados onde a B&B está presente, como é o caso de França, Alemanha, Itália, o que obviamente não exclui mercados como os Países Baixos ou o Brasil.
Pela sua localização, Évora constitui- se como espaço charneira entre o litoral alentejano e a Estremadura espanhola, com ótimos acessos a Lisboa e a toda a Europa. “Assim, Espanha é também um mercado potencial”, refere.
Contudo não descuram o segmento corporate, tendo em conta a presença de investimentos empresariais interessantes na região. Apostam também nos congressos e eventos, das mais variadas áreas, e na importância da Universidade de Évora.
A próxima unidade a ser aberta tudo indica que será o hotel B&B Porto Norte, localizado na Quinta das Sedas, em Matosinhos, já que, segundo Gisela Barros, “contam dar início ao processo de construção no 1º trimestre de 2014 e, na expectativa de que tudo se desenrole com normalidade, tudo nos faz esperar que a construção não ultrapasse os 12 meses”.
Este será a primeira unidade de construção de raiz, num projeto de arquitetura que foi da responsabilidade da Sonae Capital, e que já se encontra licenciado. Terá 129 quartos em sete pisos. Lisboa é a cidade que está no projeto de expansão da Endutex Hotéis, empresa do grupo português Endutex, fundado em 1970 no norte do país e reconhecido como um dos principais produtores europeus de têxteis técnicos. Assim, nos próximos cinco anos os novos três hotéis previstos irão representar um investimento de cerca de 25 milhões de euros.
Elisabete Soares
            ______________________
A localização do hotel B&B Évora
em pleno centro histórico
é uma das características fortes
deste projeto